5.5.16

Como Fazer um Bom Resumo



O resumo é um extrato breve e preciso da informação essencial de um texto. Resumir é uma tarefa que só se pode realizar após ter compreendido e interpretado corretamente o conteúdo.

Como fazer um resumo

Um dos aspectos mais importantes antes de começar a estudar é a capacidade de resumir um texto, fundamental para eliminar a informação secundária e manter o foco nas ideias mais importantes.

Resumir pode ser muito proveitoso, desde que o resumo esteja correto. Por isso, nunca se devem copiar integralmente as partes do texto que se quer resumir. Um resumo bom deve ser breve e conciso, completo e com as ideias fundamentais bem destacadas. Para isso, utiliza-se vocabulário simples e orações bem estruturadas.


Para elaborar um resumo, devem-se observar três atividades fundamentais:
Suprimir os detalhes e as ideias pouco importantes do texto. Suponha, por exemplo, que se tenha de resumir o seguinte parágrafo:


O mutualismo é uma relação entre dois animais da qual ambos obtêm benefícios, A relação entre os tubarões e as rêmoras constitui um exemplo de mutualismo. As rêmoras alimentam-se dos chamados “piolhos do mar” e assim livram o tubarão desses incômodos parasitas.

Pode-se obter um resumo desse parágrafo prescindindo do exemplo e deixando a ideia principal. O texto ficaria resumido ao primeiro enunciado.

Ache os cursos e faculdades ideais para você !


O mutualismo é uma relação entre dois animais da qual ambos obtêm benefícios.
Condensar várias ideias em apenas uma que as resuma. No parágrafo a seguir encontram-se três ideias, correspondentes a cada uma das orações que o integram.


As rêmoras acompanham os tubarões no seu deslocamento.
As rêmoras alimentam-se principalmente dos “piolhos do mar”, parasitas que se instalam na pele dos tubarões.
Ao livrar-se dos “piolhos do mar”, a atuação das rêmoras resulta em benefícios para os tubarões.

O resumo desse parágrafo pode ser condensado em uma só ideia:


A relação entre rêmoras e tubarões traz benefícios para ambas as espécies.
Ligar as ideias por meio dos conectivos adequados que expressem as relações que se dão entre elas (porque, para que, dessa forma etc).
Resumir e esquematizar

Os resumos são textos que condensam a informação essencial. Neles, com um número limitado de palavras, delimita-se o assunto do texto sem incluir nenhum detalhe. Toda a ideia exposta no resumo deve concentrar-se também no texto original. As relações entre as ideias se expressam mediante os marcadores linguísticos adequados.

Para elaborar um resumo é conveniente partir de um esquema prévio. Os esquemas apresentam os conceitos e as ideias fundamentais hierarquizados por meio de números, letras, símbolos, entre outros elementos. As relações de subordinação entre as ideias se fazem, assim, claramente perceptíveis. Por exemplo:


Os direitos humanos


1. Conceito: direitos elementares que devem ser reconhecidos a todos os seres humanos.
2. Fundamentação: os valores morais
2.1. A liberdade.
2.2. A igualdade.
2.3. A solidariedade.
3. Classes.
3.1. Direitos civis e políticos: fundam-se na liberdade.
3.2. Direitos econômicos, sociais e culturais: fundam-se na igualdade.
3.3. Direitos chamados de “a terceira geração” (paz, desenvolvimento sustentável etc.): fundam-se na solidariedade.

A partir desse esquema pode-se elaborar um resumo entrelaçando cada um dos seus pontos, como no exemplo a seguir:


Os direitos humanos são direitos elementares que devem ser reconhecidos a todos os seres humanos. Estão fundados em valores morais, como a liberdade, a igualdade ou a solidariedade, e podem ser divididos em três classes: os direitos civis e políticos, que se baseiam na liberdade; os econômicos, sociais e culturais, que se baseiam na igualdade; e os chamados de “a terceira geração”, que se baseiam na solidariedade.
As condições de um bom resumo

Um bom resumo deve cumprir três condições: concisão, exatidão e objetividade.

Concisão. O objetivo fundamental do resumo, como ocorre também com o esquema, é facilitar o estudo, e esse objetivo só será alcançado se o resumo limitar-se a dados e ideias essenciais.
Exatidão. O resumo deve recolher com precisão o conteúdo de todas as ideias importantes do texto.
Objetividade. O resumo deve limitar-se a condensar as ideias expostas pelo autor do texto, sem emitir juízos de valor sobre elas.

Os resumos são muito habituais em artigos sobre crítica literária e em catálogos de editoras ou bibliotecas, entre outros textos. Também podem aparecer na contracapa dos livros para orientar.

Fonte: http://www.coladaweb.com/como-fazer/resumo
INTERCEPTOR G5

Assista meus vídeos aqui:
www.youtube.com/user/edsonday/videos

Clique na imagem do Youtube abaixo para ir direto ao canal.
Inscreva-se no link abaixo: